Como a indexação mobile-first afeta o SEO?

SEO, Websites

Recentemente, o Google revelou seus esforços contínuos para fazer com que a web reflita melhor como procuramos por coisas on-line. Desta vez, ele está se concentrando em pesquisas feitas através de dispositivos móveis. Mas há muita confusão sobre o que significa indexação mobile-first e como isso afetará a forma que seus clientes encontrarão sua empresa. Então vamos começar com alguns princípios básicos:

  • O Google é um dos aplicativos móveis mais populares
  • 48% dos compradores usam smartphones para iniciar uma pesquisa, tornando o celular a plataforma dominante.
  • O Google representa 96% do tráfego de pesquisa para celular, seguido pelo Yahoo com 2% e o Bing com 1%.
  • 51% de todos os orçamentos de anúncios digitais em 2016 foram gastos em dispositivos móveis.
  • 80% do tempo de mídia social é gasto em um dispositivo móvel.
  • 57% dos usuários dizem que não recomendam uma empresa com um site para dispositivos móveis mal projetado.

A indexação mobile-first significa que a versão para dispositivos móveis do seu website se tornará a linha de base para a forma como o Google determina as classificações e como elas aparecem nos resultados. O mobile-first irá empurrar a versão móvel de qualquer site para o topo no processo de indexação. Então, isso significa que você tem que mudar seu site? Caso ele já seja compatível com dispositivos móveis, está bom o suficiente para o Google?

Resposta curta: sim. Se você já otimizou seu site tanto para dispositivos móveis quanto para computadores usando o design de website responsivo, já está à frente de muitos e não deve, em teoria, ter problemas no futuro.

No entanto, se você tiver dois sites separados, como www.nomedosite.com como seu site para computador e m.nomedosite.com como seu site para dispositivos móveis, o Google provavelmente classificará seu site para celular melhor nos resultados de pesquisa, mesmo que ele não tenha sido otimizado da mesma forma que sua versão para desktop. Esse mobile-first ranking pode ser um problema se você não estiver preparado para isso.

Como faço para que meu site seja compatível com indexação mobile-first?

Para começar, convém dar uma olhada em vários fatores, como classificações, tráfego e como as pessoas estão usando seu site no momento. Se você já tem um site para dispositivos móveis, agora é hora de fazer alguns ajustes para acelerar, garantir que os elementos de design sejam otimizados e abordar outros problemas relacionados ao design responsivo para dispositivos móveis.

Se você tiver um site para dispositivos móveis e um site para computador e eles tiverem conteúdo diferente, concentre seus esforços no site para dispositivos móveis. Reserve algum tempo para otimizar imagens, conteúdo, links internos e externos, além de compactar imagens e códigos, e garantir que seu site para dispositivos móveis seja mais otimizado do que o site para desktop. No entanto, em algum momento, convém considerar mudar para um site com design responsivo, para que você não tenha que lidar com dois sites, erros canônicos nas páginas, redirecionamentos etc. – tudo o que pode impactar negativamente seu website em pesquisa e experiência do usuário.

Como melhorar a indexação mobile-first?

Aqui estão as três primeiras coisas que recomendamos focar para ajudar sua indexação mobile-first:

Velocidade da página

O Google aprecia um site que é rápido, especialmente para celular, mas também para a experiência em computadores. Quanto mais tempo demora para carregar, maior a probabilidade de as pessoas abandonarem sua página. Concentre-se na eliminação do código extra, na redução do código e na compactação de imagens.

Links Internos

Isso é importante porque você está dizendo não apenas ao Google quais páginas você considera importantes, mas também a que conteúdo está conectado. Use seus serviços, produtos e páginas de blog para vincular a páginas relevantes em seu conteúdo. Para manter as coisas corretas, pense em criar um dicionário de referência cruzada para ajudar a entender quais grupos de palavras-chave podem ser usados ​​para quais páginas.

Conteúdo Forte

Conteúdo útil na página é importante para seus visitantes e para o Google. Mas não se esqueça das imagens impactantes marcadas com tags alt de imagem e de segmentar as palavras-chave certas para as páginas e postagens certas. Pense em usar palavras-chave de cauda curta e média para seus serviços, produtos e outras páginas de navegação superiores, enquanto suas postagens de blog podem segmentar palavras-chave de cauda longa e usadas para responder a perguntas de usuários.

Ainda se sentindo um pouco perdido na floresta do Google? Como especialistas em web design e otimização de mecanismos de pesquisa, estamos aqui para ajudá-lo a encontrar o caminho. Entre em contato conosco hoje para começar a criar seu plano de website otimizado para celular ou aprimorar suas estratégias de otimização de mecanismo de pesquisa.

Precisa melhorar seus resultados digitais?
Fale agora com um especialista em resultados!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

5 + dez =

Menu