Estratégia, UX, Desenvolvimento e Design: Elementos de um site de sucesso

Development, Websites

Criar um site não é uma prática isolada que simplesmente gira em torno do design visual e do desenvolvimento Web – ele também abrange outros campos, como SEO, estratégia digital, experiência do usuário e criação de conteúdo. É a sobreposição desses vários campos de especialização combinados para um site verdadeiramente envolvente, útil e eficaz que mantém os usuários voltando para mais.

Seu site deve impulsionar sua empresa – não atrapalhar. Independentemente de você estar considerando uma reformulação de site ou apenas precisando de uma atualização, vamos mergulhar nos diferentes elementos que tornam alguns sites mais bem-sucedidos do que outros.

1. COMECE COM A ESTRATÉGIA

Pode parecer óbvio que você deve começar o processo de desenvolvimento web com estratégia, mas, infelizmente, essa área geralmente é encoberta. Portanto, antes de nos aprofundarmos nos elementos técnicos do desenvolvimento de um website, precisamos primeiro abordar a estratégia abrangente – coisas como metas, públicos-alvo, marca e medição.

ESTABELECIMENTO DE OBJETIVOS DO SITE

É como um motivo pelo qual você esteja desenvolvendo um novo site. Você precisa atualizar seu site para se sentir mais como sua nova marca? Acomodar uma grande mudança no seu negócio? Aumentar as taxas de conversão?

Não é incomum que os sites sejam criados sem uma meta clara e isso geralmente resulta em uma experiência insatisfatória do usuário, design web inchado e falta de otimização da taxa de conversão. Estabelecer metas desde o início informa sua estratégia digital e fornece um roteiro para decisões importantes sobre o conteúdo do site, fluxos de usuários e design. Seu site está impactando sua lucratividade? Se não, é possível que isso, em parte, decorra da falta de objetivos claros.

Embora a identificação do seu objetivo possa começar como um exercício macro, ele também é aplicável em uma escala menor, como páginas individuais. Um bom exercício é perguntar “Qual é o propósito desta página?” e “O usuário pode executar alguma ação?” Se você não conseguir identificar o objetivo do seu conteúdo, provavelmente seu usuário terá o mesmo desafio.

DEFININDO SEU PÚBLICO

Assim como seus objetivos, os públicos-alvo devem ser identificados e comunicados à equipe. Identificar essas informações o mais cedo possível é importante porque informa a estratégia abrangente que orienta a arquitetura de informações do site, a melhor forma de atingir as metas do site, o conteúdo do site e, claro, o design da interface do usuário.

Em alguns casos, as empresas terão vários públicos que precisam planejar. Por exemplo, um site da universidade pode precisar conversar com possíveis alunos, alunos atuais, vários departamentos e ex-alunos.

E se o seu público-alvo representar um segmento amplo e variado e você não tiver informações demográficas mais específicas à sua disposição? É nesse ponto que a pesquisa pode ajudar muito sua empresa a descobrir dados sobre seus clientes. Isso pode tomar a forma de pesquisas, pesquisas de mercado e análise competitiva, para citar algumas opções.

MARCA

Isso é óbvio, mas você precisa ter certeza de que sua marca está claramente definida. Coisas como as diretrizes da marca ajudam a manter todos “on-brand” e permitem que pessoas com menos experiência com sua marca (pense em freelancers ou parceiros de agências) entrem e saiam conforme necessário.

MEDIÇÃO

Por último, mas não menos importante, você precisará garantir que pensou em como avaliar o sucesso. Isso está intimamente ligado aos seus objetivos, mas vai um passo além para garantir que você esteja capturando os dados da maneira certa. Você tem as tags certas disparando? Como esta conversão está sendo rastreada? As informações no Google Analytics estão corretas?

Supondo que você tenha todos esses elementos fundamentais, você pode passar para a parte divertida.

2. ESTRATÉGIA DIGITAL

Há muitas coisas que contribuem para um ótimo site – muitas das quais se encaixam umas nas outras. Por exemplo, o SEO é amplamente afetado pelo UX (user experience) e pela estratégia de conteúdo, e o UX lida com tudo, desde a arquitetura da informação até o web design. Há muito para descompactar, mas vamos abordar os maiores jogadores aqui.

ARQUITETURA DE INFORMAÇÃO

A arquitetura da informação é o design estrutural da hierarquia de informações do seu site, desde as convenções de sitemap, página inicial, rotulagem e categorização do seu site, até vários tipos de conteúdo que você possui em todo o site.

A arquitetura de informação bem estruturada não apenas apóia a estratégia, ela pode afetar muito a experiência do usuário e seu SEO (como eu disse, está tudo conectado). A melhor combinação de páginas e tópicos importantes leva a uma experiência de usuário mais intuitiva, que leva os mecanismos de pesquisa a priorizar seu site.

O exemplo mais importante de arquitetura da informação é a navegação do seu site. Existem oportunidades para simplificar e alinhar melhor os itens de menu de nível superior com os objetivos principais da empresa? A hierarquia de navegação faz sentido ou requer alguma reorganização? Essas perguntas são importantes de serem feitas no início do processo, pois pode ser caro abordá-las em uma fase posterior do projeto.

EXPERIÊNCIA DO USUÁRIO (UX)

O bom design UX gira em torno das necessidades e dos problemas do usuário principal. Depende também de pesquisa, teste de usuário, estratégia, audiência, objetivo, arquitetura da informação, design visual e facilitação do engajamento.

Se você não tiver todos os elementos mencionados acima trabalhando em conjunto, uma boa experiência do usuário não é provável. No coração do design de experiência do usuário está, obviamente, o usuário. É fundamental que sua empresa aprenda o máximo possível sobre seus clientes.

Criar personas de usuário para seu cliente ideal é uma maneira de antecipar as necessidades e desafios do usuário. Você também pode avaliar dados analíticos para obter informações sobre como as melhorias de UX afetaram as métricas do seu site.

SEO

Da velocidade de carregamento da página ao UX e ao conteúdo, o SEO é o resultado de uma tonelada de elementos diferentes trabalhando em conjunto. Quando se trata de desenvolvimento Web, certifique-se de que sua equipe tenha um entendimento prático de como os mecanismos de pesquisa rastreiam e indexam páginas, como códigos limpos e outros elementos podem afetar a velocidade de carregamento da página, quais tipos de conteúdo você está criando e quais palavras-chave está tentando se classificar.

Além de tudo isso, você também deve estar ciente das tendências de SEO. O Google está sempre aprimorando seu algoritmo, e a ascensão da busca por voz está na mente de muitos especialistas em SEO. Todas essas coisas precisarão ser consideradas durante todo o processo de desenvolvimento, de modo que o resultado final seja algo que os mecanismos de pesquisa e seus usuários vão adorar.

ESTRATÉGIA DE CONTEÚDO

A onipresente palavra “C” que os profissionais de marketing adoram falar. Todos nós já ouvimos inúmeras vezes que “o conteúdo é rei”. E honestamente, é verdade.

Uma coisa é construir um site estratégico, centrado no usuário e bonito, mas uma pergunta que precisa ser respondida é como as pessoas descobrem isso? Como você direciona o tráfego para seu site de maneira sustentável? Certamente, existem oportunidades entre o SEO do seu site, a publicidade digital e as plataformas de mídia social, mas você ainda precisa criar conteúdo regularmente que seja útil e relevante para seu público-alvo a fim de ajudar a impulsionar essas iniciativas.

Comece a pensar sobre o conteúdo no início de um projeto de web design, e não mais tarde, como uma reflexão tardia. Um erro que muitas empresas cometem é criar um blog em seu site sem nenhum plano de ação para mantê-lo atualizado e atual. O marketing de conteúdo é uma tarefa difícil . É algo que leva anos para ser construído. Anos para refinar. Mas se você quiser resultados do seu site, você quase certamente terá que investir nele.

3. WEB DESIGN

A camada visual de um site, quando informada por estratégia e pensamento centrado no usuário, pode elevar toda a experiência da marca. As decisões de design podem influenciar bastante a eficácia da estratégia digital, conectando-se com seu público e ajudando a resolver problemas complexos dentro do site. O excelente Web design também pode ajudar a contar uma história e, quando associado a informações úteis e relevantes, pode educar, divertir e cativar enquanto se atinge as metas de negócios.

Aqui está o que você precisa saber.

DESIGN UX / UI

Excelentes experiências de usuário são informadas por muitos outros pontos de dados – dados do usuário, metas de negócios, estratégia digital, fluxos de usuários e muito mais. E embora certamente haja algo a ser dito sobre como tornar um site bonito, os grandes designers de UX tornam isso intuitivo, útil e fácil de navegar também. Em um mundo perfeito, você tem os dois, mas os usuários vão desistir até mesmo dos sites mais bonitos se não conseguirem encontrar o que estão procurando.

ACESSIBILIDADE

Nos últimos anos, o Google fez um esforço para tornar os sites mais acessíveis para pessoas com deficiências. Isso está relacionado a tudo, desde texto (por exemplo, sem texto cinza em planos de fundo cinza semelhantes) a imagens. Assim, mesmo que algo pareça ótimo para um designer, é importante obedecer aos padrões de acessibilidade para que todos possam ler e navegar em seu site.

DESIGN MÓVEL

Hoje em dia, quase todo mundo tem um smartphone. Isso significa que seu site precisa ser otimizado e desenvolvido para dispositivos móveis . Isso quer dizer que você precisa adotar uma mentalidade de celular vem em primeiro lugar? Bem, isso depende. Se seus usuários navegarem pelo seu site principalmente em desktops, talvez não faça sentido pensar primeiro no celular. De qualquer forma, haverá usuários acessando seu site a partir de dispositivos móveis, por isso, lembre-se deles.

4. DESENVOLVIMENTO WEB

Por último mas não menos importante, temos desenvolvimento web. Nós não vamos nos aprofundar muito nas ervas daninhas, mas sim abordar algumas das coisas mais importantes para criar um ótimo site.

VELOCIDADE DE CARREGAMENTO DA PÁGINA

O quão rápido seu site carrega não vai necessariamente fazer o seu site, mas pode quebrá-lo – Google, seus usuários, e praticamente todos no mundo gostam de sites rápidos. Coisas como enormes arquivos de imagem, vídeos e código ineficiente podem causar mais tempo de carregamento de página. Para obter isso dentro de uma faixa saudável, teste seu próprio site e trabalhe com seu engenheiro ou desenvolvedores para encontrar uma solução.

WEB HOSTING

Há toneladas de tipos de hospedagem por aí, mas quando se trata de seu site, hospedagem é o mais importante para coisas como segurança e capacidade de recursos. O nível de sofisticação do site, a quantidade de tráfego e o modo como você gerencia seu site afetarão a solução de hospedagem ideal para você.

Em suma, hospedagem é todo um outro mundo em si. E com uma tonelada de soluções de R$ 50,00 por mês, pode ser tentador fazer uma rota mais barata. Mas certifique-se de educar-se primeiro e tomar uma decisão que garanta que seu site permaneça seguro e possa lidar com o fluxo de tráfego.

TUDO OU NADA

Projetar para a web requer mais do que construir algo que pareça ótimo. Essa é uma grande parte disso, mas o produto final precisa funcionar bem para usuários em várias plataformas, e precisa fornecer resultados de negócios. Se um novo site atende apenas a um desses objetivos, ou se deixa apenas um, simplesmente não é suficiente. Mas quando o web design, a estratégia digital e o desenvolvimento web trabalham juntos, o produto acabado não será só bonito. Vai ser eficaz também.

Precisa melhorar seus resultados digitais?
Fale agora com um especialista em resultados!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

2 × 3 =

Menu